Jump to content
Chase History

[Capítulo 1] As Crônicas de Lothos


Doblas
 Share

Recommended Posts

Doblas    4

capitulo1.png.7e3f4d205b04522c16ff12a7df98f391.png

Arte & Texto por: Douglas "Doblas" Alves

                                                                                                                 

Ano 453 - 5:00PM - Formações Rochosas, Canaban.

    Q uando os olhos da garota se abriram, não fitavam mais o verde chamativo das florestas de Serdin. O odor das flores dali era diferente e a chuva tornava a viagem ainda mais desconfortável na carruagem de madeira. Aquele definitivamente não era o aniversário ideal. Nem mesmo Illian parecia confortável naquele cenário e por isso Lothos decidiu poupá-lo do interrogatório tradicional. Suas lágrimas silenciosas não eram convidativas às milhões de perguntas na cabeça da garota.

       -Peço perdão pelas trágicas circunstâncias do transporte, senhorita Isolet. -disse Illian ao perceber que a garota havia despertado, contendo o choro quase como se não tivesse emoções.

       -O que diabos está acontecendo, Illian?!

       -Foi uma ordem de seus pais. A guerra dos reinos devastou completamente a área florestal de Serdin, despertando os espíritos antigos. Alguma entidade psíquica os tornou hostis e, nem mesmo cooperando, os soldados da fronteira foram capaz de conter o Gorgos naquela região. Vossa casa seria o próximo alvo. Seu pai negociou com os nobres de Canaban, aonde iremos. Você será criada junto aos filhos da guarda vermelha, sendo treinada como um deles, Lothos. Enquanto isso, seus pais estarão exercendo seus papéis como comandantes da guarda real de Serdin. Minha missão é supervisioná-la até que possam se reencontrar. 

       Lothos não conseguia assimilar todas as informações. E, antes que pudesse ser alertada das presenças místicas daquele local, entregou-se à um choro alto. Volumoso o suficiente para atrair três grandes criaturas voadoras, cujas caudas eram metálicas, em formatos de brocas. Eram os "drillmons" e estavam prontos para atacar.  

       Felizmente, Illian notou a presença daqueles seres. Rapidamente, empunhou suas adagas de combate, cujo preço era inestimável, e saltou aos céus, mais alto do que as asas dos monstros daquela região poderiam alcançar. Tão rápido quanto o salto, Illian desferia ataques giratórios aniquilando-os um por um, até que seus pés finalmente repousaram no cargueiro da carruagem. Lothos estava impressionada com tamanha habilidade. O mordomo erradicou as ameaças sem sequer produzir algum ruído. Também entendeu os perigos de se fazer barulho por aquelas montanhas. Algo místico controlava aqueles seres e a garota estava determinada a descobrir o que era.

       -C-como?! 

       -Uma técnica que venho aprimorando, senhorita. Ainda não dei o nome, mas estou pensando em "passo das sombras". Agora durma, pequena Lothos. Terá uma longa jornada de treino quando alcançarmos o castelo. 

                                                                                                                 

Ano 460 - 4:00PM - Fortaleza Vermelha, Canaban.

    O rosto de Lothos chocou-se com o chão pela quinta vez naquela tarde de treino. A garota, envergonhada, pôde ouvir a horda de rapazes caçoando da sua habilidade... bem, da falta dela.

        -Que vergonha. Esperava mais da filha do comandante de Serdin. Não consegue carregar a montante, é um desprezo com a lança, descoordenada com os sabres e não passa de uma amadora com a espada. -Dizia Leonard, um garoto mais velho da escola. - Os Isolet não são grande coisa, afinal.

        -Já chega, Leonard. O treinamento acabou, não há necessidade de humilhá-la. É apenas uma garota indefesa. -Foram estas as palavras que condenaram o pobre garoto ruivo. Lothos não podia permitir ser defendida por aquele garoto ou por ninguém. Não é isso que seu pai a havia ensinado. 

        -Cala a boca, Gerard! Eu não estou indefesa e não tem nada acabado. A menos que Leonard já tenha se cansado. 

        Surpreso, Leonard mirou a lança de madeira para a garota mais uma vez. Se viu pronto para investir e assim o fez. Lothos sabia que o comandante da guarda vermelha espreitava a situação e que seria punida se fosse derrubada mais uma vez. Pensando na honra da sua família, a garota acumulou toda sua energia restante nos pés, saltando para desferir um último movimento. Todos pararam para admirar a altura alcançada pela garota. Seus longos cabelos loiros aumentaram enquanto descia em alta velocidade na direção de Leonard. Um choque daquela distância seria extremamente perigoso, averigou Kyle. Perigoso o suficiente para forçá-lo a intervir. O líder dos vermelhos apareceu rapidamente entre os garotos, utilizando o peso de suas botas de chumbo para quebrar a lança de Leonard e seu escudo para conter os pés de Lothos, que caiu nos braços de Gerard logo em seguida. As suspeitas de Lothos foram confirmadas: Kyle estava assistindo de longe o embate entre seus aprendizes.

         -É o fim, crianças. Vão para os dormitórios. -Leonard resmungou enquanto deu as costas para o comandante, sem sequer olhá-lo nos olhos.- Leonard! Você está suspenso! Não quero ver sua sombra nos entornos do castelo pelos próximos três dias. Quanto a você, senhorita Isolet, temos muito o que conversar sobre suas atitudes recentes. Amanhã, antes do início dos treinos, na minha sala.

         A garota encheu-se de raiva. Não havia porque ser congratulada naquele momento. Decerto, seria expulsa da guarda. Tudo isso graças a interferência de Gerard. Se ao menos tivesse continuado no chão... Aquilo foi motivo o suficiente para empurrar o garoto contra os grossos muros da área de treino.

          -Nunca mais banque o herói, idiota.

          O pobre Gerard não conseguiu entender a situação. Afinal, só quis ajudá-la. O que teria feito de errado desta vez? Gerard, então, pôs-se em direção ao seu quarto, cabisbaixo com tudo que presenciara naquela tarde. Kyle, notando seu desconforto, tocou-lhe os ombros. "Não se preocupe Fahrenwhite. Lothos pode ser a única garota daqui, mas é habilidosa." confortou-lhe o comandante. Quando chegou a sala principal, Kyle finalmente pôde retirar seu elmo. Seus cabelos loiros como a alvorada destacaram-se em meio à imensidão escarlate que decorava o local. Alguém furtivo, do fundo da sala, disse:

           -Aquele salto... já fazem sete anos e eu nem sequer a ensinei. Chegou a hora de treiná-la, Kyle.

           -Então você também viu, caro amigo?

           -Você sabe, observá-la é parte da minha missão. Peço que a proteja por alguns dias, enquanto prossigo com a busca por Karina. Os rumores de que sequestrou a princesa Enna, em Serdin, me preocupam, assim como toda a realeza. A aliança está ameaçada e Canaban não pode entrar em guerra de novo. Seria muito arriscado.

           -Faça isto, Illian. Protegerei Lothos enquanto for necessário. Em breve, ela conhecerá o próprio potencial. Só precisa da arma certa.

                                                                                                                 

Fim do capítulo 1.

Acesse o Prólogo

Edited by Doblas
  • Like 1
  • Love 1
Link to comment
Share on other sites

espe111    8

Fanfics é muito bom, tenho um projeto meu de desenhar hq's com diálogos do jogo pra cada fase

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...